PRB 10 DF

Secretaria de Relações Institucionais pode ser do PRB

O Governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou nesta terça-feira (20) os nomes de três prováveis secretários do próximo governo. Um deles é nome do republicano Vitor Paulo, para a Secretaria de Relações Institucionais.

Se as indicações forem confirmadas,  o deputado federal  Vitor Paulo (PRB-DF) e as demais indicações poderão ser empossados no dia 1º de janeiro de 2019, quando o governo passa oficialmente às mãos de Ibaneis. Até lá, o grupo pode trabalhar no gabinete de transição, montado no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB).

Vitor Paulo

O jornalista e radialista Vitor Paulo foi deputado distrital pelo PSDB, entre 2003 e 2006, e deputado federal pelo DF entre 2011 e 2014 – já filiado ao PRB. Nas eleições de 2014, ele não se elegeu e ficou como suplente do deputado Ronaldo Fonseca (PROS).

Paulo voltou a assumir uma cadeira na Câmara dos Deputados em maio deste ano, quando Nogueira se licenciou para assumir a Secretaria-Geral da Presidência da República na gestão de Michel Temer.

Durante o primeiro mandato, Vitor Paulo presidiu a Frente Parlamentar de Apoio ao Idoso, mas aprovou apenas um projeto de lei de sua autoria. O texto, “coassinado” por outras dezenas de parlamentares, criou o Programa de Cultura do Trabalhador em 2012.

Atualmente, Vitor Paulo é coordenador da bancada do DF na Câmara Federal. No dia seguinte à eleição de Ibaneis no segundo turno, ele capitaneou uma reunião entre os deputados federais da capital e o futuro secretário de Fazenda do DF, André Clemente.

Provável secretário de Relações Institucionais, o jornalista e radialista Vitor Paulo foi deputado distrital pelo PSDB, entre 2003 e 2006, e deputado federal pelo DF entre 2011 e 2014 – já filiado ao PRB. Nas eleições de 2014, ele não se elegeu e ficou como suplente do deputado Ronaldo Nogueira (PROS).

O que ele disse:

“Como coordenador da bancada, tivemos aproximações com o novo governo porque tínhamos que discutir o futuro do orçamento. Fico lisonjeado com a confiança do governador, nós nos conhecemos por agora.”

  • Com informações do G1 DF